M
Logo Portal da BIDS

© 2024 CityPubli

Logo Portal da BIDS
Logo Portal da BIDS

NOTÍCIAS

Curso de Busca e Salvamento 2024 é um marco na capacitação militar

O treinamento foi operacionalizado pelo Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (PARA-SAR) e aconteceu nas localidades de Parnamirim (RN), Rio de Janeiro (RJ) e Manaus (AM) A Base Aérea de Natal (BANT) realizou, nessa quinta-feira (11/07), a Solenidade Militar de...

Brasil participa de sessão da reunião ministerial de comércio do G7 na Itália

Secretário executivo do MDIC acompanha reunião do B7 e faz reuniões bilaterais na manhã desta terça-feira O Brasil está presente como convidado na reunião ministerial de comércio do G7, que ocorre na cidade de Reggio Calabria, Itália. O grupo, composto por sete das...

Exércitos Brasileiro e Americano realizam exercício no Maracanã

Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear Na última semana, o Exército Brasileiro e o Exército dos Estados Unidos realizaram um grande exercício combinado no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. A atividade, denominada como Operação Maracanã, é uma imersão...

Brasil é o primeiro país a receber apoio do Acelerador de Transição Industrial (ITA) para descarbonização da indústria

Brasil é o primeiro país a receber apoio do Acelerador de Transição Industrial (ITA) para descarbonização da indústria O Brasil será o primeiro país a receber a parceria do Acelerador de Transição Industrial (ITA, conforme sigla em inglês). A parceria foi anunciada...

Tropas do Rio de Janeiro participam da Operação Punho de Aço

Garantir o preparo da tropa para atuar com alto nível de prontidão diante de em qualquer cenário é o objetivo da Operação Punho de Aço. O exercício, realizado na Academia Militar das Agulhas Negras no início do mês de julho, reuniu cerca de mil militares, que...

ARES faz nova entrega para o Arsenal de Guerra do Rio de Janeiro

No dia 04 de julho, a empresa ARES entregou ao Arsenal de Guerra do Rio de Janeiro (AGR) mais um lote de aparelhos de pontaria SPOTIM M2A1 e de Colimadores para Morteiros 81mm. Desenvolvido em parceria com o Centro Tecnológico do Exército (CTEx), o aparelho de...

IMBEL: Fábrica de Itajubá comemora 90 anos

Ícone da tecnologia industrial de defesa do Brasil na 1ª metade do século XX Criada pelo Decreto n 23.654, de 20/12/1933, com a denominação “Fábrica de Canos e Sabres para Armamento Portátil”, a atual Fábrica de Itajubá (FI) representou, à época, o mais ousado...

Operação “ACRUX XI”: navios brasileiros atracam em Buenos Aires

De 12 a 24 de julho, as Marinhas do Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia realizarão a maior Operação Ribeirinha Combinada da América Latina Após navegarem por cerca de 2.800 km na hidrovia Paraguai-Paraná, meios navais da Marinha do Brasil (MB) atracam em 12...

A complexidade das operações aéreas em alto mar

NAM “Atlântico” passa por Vistoria de Segurança de Aviação Realizar operações aéreas em alto mar exige um elevado grau de preparação de todos os profissionais envolvidos, tanto os que estão embarcados nos navios quanto os que operam a bordo das aeronaves. O...

Embraer marca presença no Farnborough International Airshow

· O novo E-Freighter, E190F, fará sua estreia no evento  · A empresa apresentará aeronaves da aviação comercial e de defesa  A Embraer chegará com uma forte presença no Farnborough International Airshow, maior evento da indústria aeroespacial do ano, que acontece de...

Renovação do selo comprova que a empresa adota as melhores práticas em gestão de riscos, de maneira alinhada ao seu novo plano estratégico global e à agenda ESG

Indra, uma das principais companhias globais de tecnologia e consultoria, com sede na Espanha, renovou sua certificação ISO 31000, concedida pela Associação Espanhola de Normalização e Certificação (AENOR). O selo garante que a empresa cumpre as melhores práticas em gestão de riscos externos e internos, incluindo riscos financeiros e de segurança, além daqueles relacionados a questões ambientais, sociais e de governança (ESG). Esse reconhecimento também se estende à Minsait, filial de transformação digital e TI da companhia, bem como às demais empresas controladas pelo grupo Indra ao redor do mundo.

A certificação ISO 31000 comprova não só a eficácia do Sistema de Controle e Gestão de Riscos da empresa, como também seu alinhamento ao plano estratégico ‘Leading the Future’, conforme apontado pela própria auditoria da AENOR. Como parte de sua filosofia de melhoria contínua, a Indra também realizou, pela primeira vez, um estudo de cultura de risco, que contou com o apoio do CEO da companhia, José Vicente de los Mozos, na avaliação e na identificação de pontos de melhoria e conscientização dos profissionais que integram a organização.

“Avaliar nossa cultura de risco é um passo essencial para detectar eventuais ameaças, superar desafios, identificar oportunidades de sucesso e fomentar uma postura proativa entre os colaboradores, além de otimizar a conformidade da empresa ao atual contexto socioeconômico. Nosso modelo de operação não pode ficar estagnado e, por isso, adotamos nosso novo plano estratégico, ‘Leading the Future’, que incentiva os funcionários a estarem atentos e alertarem seus líderes, caso identifiquem qualquer nova ameaça ou risco em suas respectivas áreas de atuação”, enfatizou o CEO da Indra.

Já no que se refere às adaptações aos futuros requisitos legais exigidos pela Diretiva de Relatórios de Sustentabilidade Corporativa (CSRD) da União Europeia e pelas Normas Europeias para Relatórios de Sustentabilidade, a companhia implementou com sucesso, ainda de acordo com a auditoria da AENOR, um processo de análise de risco capaz de reportar de maneira eficiente e completa todas as informações ligadas ao âmbito da sustentabilidade, além de atualizar, fortalecer e unificar requisitos vinculados ao reporte de dados sociais, ambientais e de governança. Esses aspectos referentes à pauta ESG vêm ganhando cada vez mais importância para empresa e, atualmente, já representam um terço dos riscos identificados internamente.

O envolvimento da Unidade de Riscos Globais da Indra em diversas áreas e expedientes de governança da empresa, como na elaboração de seu novo plano estratégico e na adaptação à diretiva CRSD, demonstra o caráter inclusivo do modelo de gestão de riscos que vêm sendo aplicado pela companhia. Além disso, a equipe de auditoria da AENOR também destacou o elevado grau de conformidade do modelo de gestão de riscos adotado pela Indra nas diferentes localidades de atuação da companhia, por meio de um mapa de riscos para cada país, incluindo Itália, Colômbia, México e Brasil.

Em suma, o principal objetivo da empresa com uma gestão de riscos de excelência é identificar e avaliar adequadamente as eventuais ameaças existentes, a fim de implementar medidas eficazes e antecipadas, voltadas à mitigação dos potenciais impactos que envolvam suas metas de negócio e reduzindo, assim, a probabilidade de ocorrências e incidentes danosos às aspirações da companhia.

Indra no Brasil

Presente no Brasil desde 1996, a Indra é uma das principais companhias de tecnologia e consultoria do país. Conta com mais de 7 mil profissionais, escritórios distribuídos nos principais estados brasileiros e quatro Centros de Produção. A companhia faz parte de alguns dos projetos mais inovadores para o desenvolvimento econômico e tecnológico do Brasil nos setores de Transporte & Defesa e de Tecnologia da Informação (TI), os quais estão agrupados em sua filial Minsait.

Sobre a Indra

A Indra é uma das principais companhias globais de defesa, indústria aeroespacial e tecnologia, além de líder em transformação digital e TI na Espanha e América Latina, por meio de sua filial Minsait. Seu modelo de negócio está baseado em uma oferta integral de produtos próprios de alto valor e com elevado componente de inovação, que a tornam o parceiro tecnológico para a digitalização e para as operações-chave de seus clientes em todo o mundo. A sustentabilidade faz parte de sua estratégia e de sua cultura, para responder aos desafios sociais e ambientais presentes e futuros. No fechamento do exercício de 2023, a Indra teve receitas de 4,343 bilhões de euros, mais de 57 mil profissionais, presença local em 46 países e operações comerciais em mais de 140 países.

 

Translate»