M
Logo Portal da BIDS

© 2024 CityPubli

Logo Portal da BIDS
Logo Portal da BIDS

NOTÍCIAS

ABIMDE encerra participação na Eurosatory 2024

Maior evento mundial de defesa terrestre e aérea termina em Paris A Eurosatory, a maior feira mundial de defesa terrestre e aérea, encerra hoje sua edição de 2024 em Paris. A edição deste ano reuniu o setor de defesa e segurança, apresentando uma ampla gama de...

MBDA na Eurosatory: Protagonismo e Inovação em Defesa

Para o Brasil, empresa expande horizontes por meio de cooperações industriais A participação da MBDA na Eurosatory reforçou o comprometimento e a eficiência do grupo europeu em oferecer soluções de defesa soberanas para atender todas as Forças Armadas. A feira, um...

Operação “Lançamento de Armas”: Marinha testa o seu poder de combate

Exercício ocorreu no litoral do Rio de Janeiro e contou com lançamento de mísseis e bombas A Marinha do Brasil (MB) conduziu, entre os dias 15 e 18 de junho, a Operação “Lançamento de Armas II/2024”, mobilizando navios e aeronaves da Esquadra, no litoral entre as...

Akaer debate transformação digital no SciBiz Conference 2024

O vice-presidente de Operações da Akaer, Fernando Ferraz, participou nesta quarta-feira (20) de um dos painéis principais do SciBiz Conference 2024, maior conferência de ciência e negócios da América Latina. O evento acontece nesta semana na USP, em São Paulo, com a...

EDGE e Thales anunciam uma parceria estratégica para o desenvolvimento e fabricação de comunicações por rádio nos Emirados Árabes Unidos

– A EDGE e a Thales assinaram uma declaração de intenções para colaborar no desenvolvimento de rádios definidos por software nos Emirados Árabes Unidos. – Espera-se que a parceria desenvolva e produza novas soluções no domínio das comunicações por rádio. Abu Dhabi,...

Especialistas manifestam preocupação com a Base Industrial de Defesa

A Base Industrial de Defesa desempenha papel fundamental na proteção das fronteiras e na defesa do território nacional, garantindo a soberania e a integridade do país. Em audiência pública realizada nesta terça-feira, 18, pela Comissão de Relações Exteriores e de...

Kryptus inaugura laboratório avançado de cibersegurança e defesa pioneiro na América Latina

Pioneiro na América Latina, LabSCA investiga vulnerabilidades de hardware que podem ser exploradas em ataques cibernéticos A Kryptus, multinacional brasileira especializada em soluções de segurança cibernética e defesa, inaugurou recentemente o Laboratório Avançado de...

Importância da Energia Nuclear é tema em Audiência Pública no Congresso Nacional

Evento foi uma oportunidade para fortalecer a colaboração entre a Marinha e atores do Setor Nuclear O Diretor-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha (DGDNTM), Almirante de Esquadra Alexandre Rabello de Faria, representando a Marinha do Brasil,...

Militares realizam estágio de operações aeromóveis na Amazônia

Na última semana, o Exército Brasileiro celebrou a conclusão do Estágio de Operações Aeromóveis de 48 militares que integram o Comando Militar da Amazônia (CMA). O estágio, que contou com a participação de integrantes de diversas organizações militares, foi...

Indústria nacional em destaque na Eurosatory 2024

Exposição global de defesa e segurança reforça compromisso com inovação tecnológica Começou a Eurosatory 2024, a principal exposição global de Defesa e Segurança, realizada no Centro de Exposições Paris-Nord Villepinte, em Paris, até o dia 21 de junho. O evento reúne...
Finep apresentou chamadas públicas abertas para os setores de defesa e de aviação e também linhas de crédito disponíveis para projetos durante a SC Expo Defense

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) apresentou uma visão geral sobre as chamadas públicas lançadas recentemente pela entidade para os participantes da SC Expo Defense. O programa Mais Inovação Brasil, que contempla editais para selecionar projetos inovadores em diversas áreas, vai disponibilizar cerca de R$ 2,2 bilhões em subvenção econômica não reembolsável, dos quais R$ 280 milhões só para o eixo Soberania e Defesa Nacional.

Incluído como prioritário pelo governo federal na sua nova política industrial (missão 6), o segmento de Defesa e Segurança deve receber mais investimentos também do setor produtivo. A perspectiva da injeção de recursos não reembolsáveis por meio de chamadas públicas de subvenção econômica como as lançadas pela Finep e de novas fontes de financiamento previstas na política do governo federal tem como meta alcançar a autonomia na produção de 50% das tecnologias críticas de maneira a fortalecer a soberania nacional no setor.

Para o presidente da Federação das Indústrias de SC (FIESC) e presidente do Conselho de Desenvolvimento da Indústria de Defesa e Segurança da CNI (Condefesa-CNI), Mario Cezar de Aguiar, o nível de risco associado a projetos altamente inovadores, dependentes de investimentos substanciais em pesquisa que podem ou não se converter em soluções economicamente viáveis, muitas vezes, afasta o empreendedor. “Fontes de recursos não reembolsáveis se tornam estratégicas para contribuir no desenvolvimento de novas tecnologias em alguns setores. É o caso das empresas estratégicas de defesa”, destacou.

As chamadas da Finep por meio do programa Mais Inovação prevêem a participação obrigatória de pelo menos um Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT) no projeto, aproximando a indústria dos centros de pesquisa.
O edital da Finep foca no desenvolvimento de produtos e serviços associados a três tecnologias críticas, sendo um projeto da Marinha, um do Exército e um da Aeronáutica.

O superintendente de inovação da Finep, William Rospendowski, explica que o objetivo é evitar pulverização de recursos, para priorizar a autonomia tecnológica do país em temas sensíveis. O Exército selecionou o Radar M200 multimissão. Já a FAB escolheu o projeto do foguete de decolagem para veículo hipersônico, enquanto a Marinha selecionou o projeto que visa desenvolver o processo de obtenção do gás hexafluoreto de urânio para a Marinha.

O superintendente da Finep apresentou também o edital aberto para soluções inovadoras no segmento de aviação sustentável. Além dos editais de subvenção econômica, a Finep apresentou ainda linhas de crédito regulares para fomento à inovação. Rospendowski destacou as baixas taxas de juros e os prazos dos financiamentos, e destacou que projetos de inovação com aderência às missões prioritárias contam com juros ainda mais atrativos.

As informações são da Assessoria de Imprensa da FIESC.

Translate»