M
Logo Portal da BIDS

© 2024 CityPubli

Logo Portal da BIDS
Logo Portal da BIDS

NOTÍCIAS

ABIMDE participa de reunião do Fórum Nacional da Indústria

Encontro reúne associações setoriais da indústria nacional e tem o objetivo de contribuir para a formulação da agenda da indústria Na última sexta-feira, dia 17, a Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (ABIMDE) participou de reunião...

Empresas têm acesso a subvenção econômica e crédito para inovação no setor de Defesa

Finep apresentou chamadas públicas abertas para os setores de defesa e de aviação e também linhas de crédito disponíveis para projetos durante a SC Expo Defense A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) apresentou uma visão geral sobre as chamadas públicas lançadas...

Ecossistema forte e acesso a capital de risco são chaves para sucesso de “deep tech” no setor de Defesa

O apoio a empresas que nascem a partir da união de tecnologia, inovação e descobertas científicas deve partir de parcerias que vão além de governo e setor privado, diz Fiona Murray; abordagem assertiva é reunir também academia, centros de pesquisa e empreendedores Sem...

Projeto desenvolvido no Programa RDS-Defesa é premiado em concurso voltado à inovação no setor de defesa nacional

Concurso i9 Defense reconheceu projeto inovador desenvolvido pelo CPQD no contexto desse programa, que vem sendo conduzido em parceria com o CTEx Um projeto desenvolvido no contexto do Programa Rádio Definido por Software para Defesa (RDS-Defesa), que vem sendo...

Gripen é testado em alta temperatura e umidade

Os recentes testes climáticos realizados em Belém e Salinópolis expuseram o Gripen a condições quentes e úmidas, com temperaturas chegando a aproximadamente 35ºC e umidade de 85% ao nível do mar. Por aproximadamente 20 dias, a aeronave Gripen E 4100, utilizada nas...

Mobilização Nacional e Militar é tema de plenária da ABIMDE

A importância da integração entre as indústrias do setor e as Forças Armadas foi um dos pontos destacados na apresentação A Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (ABIMDE) realizou no dia 7 de maio, mais uma edição de sua reunião...

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC

Números mostram potencial do segmento para desenvolvimento da indústria, disse presidente da FIESC; SC Expo Defense abre espaços para oportunidades de negócios com Forças Armadas; Fapesc anuncia R$ 6 mi em edital para a indústria Um dos motores do desenvolvimento de...

Dígitro Tecnologia apresenta solução de Comunicação Unificada na SC Expo Defense 2024

Empresa catarinense certificada pelo Ministério da Defesa é patrocinadora e expositora do evento, que reunirá autoridades civis e militares, representantes governamentais e executivos industriais na sede da FIESC, em Florianópolis. Após ser incluído como prioritário...

Atech, do Grupo Embraer, reafirma compromisso com o futuro das Cidades Inteligentes

As tecnologias emergentes vem desempenhando um papel cada vez mais importante na forma como as cidades são administradas e evoluem, impactando diretamente a vida dos cidadãos. Entre as soluções tecnológicas desenvolvidas para as Cidades Inteligentes, a Internet das...

Forças Armadas e sociedade civil transportam 3,6 mil toneladas de donativos ao Rio Grande do Sul na maior campanha humanitária já registrada no país

As Forças Armadas, sob a coordenação do Ministério da Defesa e em parceria com a sociedade civil, estão transformando a solidariedade dos brasileiros na maior campanha humanitária já registrada no Brasil. Até o momento, os militares em cooperação com voluntários...

O Núcleo de Estudos Estratégicos do CMA (Comando Militar da Amazônia) realiza nesta quarta-feira, (17), um Seminário com enfoque nas possibilidades para as empresas localizadas no PIM (Polo Industrial de Manaus) no âmbito da BID (Base Industrial de Defesa). O evento conta com o apoio da Fieam (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas) e do Cieam (Centro da Indústria do Estado do Amazonas).

Os principais objetivos dessa iniciativa, que busca a integração entre o Exército Brasileiro e as empresas do PIM, incluem: a apresentação do Planejamento Estratégico do Exército Brasileiro para identificar as oportunidades de participação na BID; o estímulo à produção de itens estratégicos de defesa pelas empresas do PIM; a promoção da inovação, competitividade e o estabelecimento de parcerias com companhias estratégicas no segmento de defesa.

No encontro, será possível ter a oportunidade de aprender sobre o PED (Produto Estratégico de Defesa); Portfólio de Necessidade de Produtos de Defesa, BID – O Papel da Abimde (Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança); Incentivo à Produção com cadastro de PED (Produto Estratégico de Defesa); Financiamentos e garantias, e muito mais.

O coronel Luiz Claudio, do Núcleo de Estudos Estratégicos do CMA, ressaltou que os temas principais abordam as necessidades de materiais de Defesa do Exército Brasileiro para os próximos anos, o apoio à indústria de Manaus para o desenvolvimento de produtos estratégicos de Defesa, a promoção da inovação e competitividade, e a expansão da atuação da Base Industrial de Defesa na região Amazônica.

“Existe uma lista extensa de tecnologias e materiais que podem ser de interesse da Defesa. Isso pode incluir empresas envolvidas na fabricação de equipamentos de uso comum, que podem também serem utilizados para a área militar, o que comumente se denomina “uso dual”. Como exemplo, podemos citar a área de logística, uniformes, embarcações, materiais hospitalares, energia, drones, construção modular, dentre outras áreas. Essas empresas têm a possibilidade de desempenhar papel fundamental na segurança nacional e na proteção dos interesses do país”, reforçou.

Conforme informações, há somente três empresas estratégicas de defesa com base em Manaus que fabricam insumos para o Exército. Em todo país são 178.

Luiz Augusto Rocha, presidente do  Conselho Superior do Cieam (Centro da Indústria do Estado do Amazonas),  louva a importante iniciativa do Comando Militar da Amazônia para expandir a BID na região norte do Brasil. “As Forças Armadas, distribuídas entre o Exército, a Marinha e a Força Aérea, contam com quase 400 mil usuários de diversos produtos, de uniformes a alimentação, de eletroeletrônicos a veículos e outros itens essenciais para suas funções, e exercem importante papel na inovação tecnológica e na geração de emprego e renda para nosso país. Essa iniciativa não apenas fortalece a Indústria de Defesa, mas também reforça a soberania do Brasil”, afirmou o presidente do Conselho Superior do Cieam.

O vice-presidente da Fieam (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas), Nelson Azevedo, destacou a importância da realização do Seminário que reforça a possibilidade de negócios entre o Exército Brasileiro e as empresas instaladas na ZFM (Zona Franca de Manaus).

“A realização do Seminário Oportunidades para empresas do PIM no contexto da Base Industrial de Defesa é importante para as indústrias instaladas no Polo Industrial de Manaus, que possuem um amplo portfólio de produtos e que podem suprir grande parte das demandas da defesa do estado brasileiro. São produtos atualizados tecnologicamente com o que há de mais avançado nos países desenvolvidos, com lançamento simultâneo no Brasil. Estamos ansiosos pela oportunidade de conhecer as demandas e oferecer as soluções”, disse.

Ele frisou que as empresas de transporte, indústrias de metalurgia, eletroeletrônicos e alimentação em geral estão prontas para lidar com qualquer eventualidade.

“É um evento importante e que viabiliza a maior inserção das indústrias da Zona Franca de Manaus na Base Industrial de Defesa Nacional. A indústria de defesa tem o condão de estar sempre na vanguarda do segmento, o que possibilita um desenvolvimento mais acelerado à sua cadeia. Que as nossas indústrias possam fazer parte desse processo é altamente profícuo e coaduna com o nosso propósito de diversificar nossa base produtiva”, completou Antonio Silva, presidente da Fieam.

As empresas que tiverem interesse, podem se cadastrar como uma empresa de Defesa.

No site do CMA (www.cma.eb.mil.br) há um guia do Núcleo de Estudos Estratégicos do CMA. Por meio deste manual, o usuário acessa o SisCaPed (Sistema de Cadastramento de Produtos de Defesa) do Ministério da Defesa. Após isso, o interessado deve preencher os formulários de cadastro disponíveis no sistema, fornecendo todas as informações requeridas sobre a empresa e seus produtos relacionados à defesa. A empresa deve aguardar a análise do cadastro pelo Ministério da Defesa, que pode incluir uma apresentação técnica. Após a aprovação, a empresa será cadastrada como uma empresa de Defesa e estará apta a participar de projetos e contratos nesse setor estratégico.

Por dentro

A  BID representa o conjunto de empresas que atuam na fabricação de itens, bens e atividades relacionadas à segurança para as Forças Armadas de uma nação.

Além disso, colabora com o desenvolvimento do país, proporciona oportunidades de trabalho, aumenta a arrecadação e impulsiona inovações no campo tecnológico.

Dessa forma, a BID assegura agilidade logística e operacional, autonomia e habilidade de resposta imediata, elementos fundamentais para preservar a soberania, integridade do território e defesa nacional, sobretudo em áreas estratégicas como a região da Amazônia Ocidental.

Serviço

O evento será realizado nesta quarta-feira, 17, no horário das 7h30 às  12h30 no Auditório do CMA – Av Coronel Teixeira, 4715, Ponta Negra.

As informações são do Jornal do Commercio.

Translate»