M
Logo Portal da BIDS

© 2024 CityPubli

Logo Portal da BIDS
Logo Portal da BIDS

NOTÍCIAS

Defesa fala de segurança na fronteira e promove BID nacional em encontro bilateral com a Colômbia

O estabelecimento de parcerias estratégicas e transferência de tecnologia foram temas discutidos em encontro realizado nesta quarta-feira (17), durante reunião bilateral entre o presidente Lula e o presidente colombiano, Gustavo Petro, em Bogotá, capital da Colômbia....

Caça F-39 Gripen da Força Aérea está exposto no Aeroporto de Brasília

A réplica em tamanho real do caça multimissão da Força Aérea Brasileira (FAB) ficará aberta à visitação de 18 de abril a 02 de maio, no Aeroporto Internacional Já imaginou vivenciar a experiência de entrar no cockpit (cabine de pilotagem) do F-39 Gripen, aeronave...

CMA fortalece parceria entre Forças Armadas e PIM para impulsionar negócios no segmento de defesa

O Núcleo de Estudos Estratégicos do CMA (Comando Militar da Amazônia) realiza nesta quarta-feira, (17), um Seminário com enfoque nas possibilidades para as empresas localizadas no PIM (Polo Industrial de Manaus) no âmbito da BID (Base Industrial de Defesa). O evento...

COMGAP apresenta sua missão para ABIMDE e associadas

Evento destaca cooperação estratégica e perspectivas de aquisições para a Força Aérea Brasileira A Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança participou, no dia 17 de abril, de um evento promovido pelo Comando-Geral de Apoio (COMGAP), em...

ABIMDE promove workshop para debater os impactos da Reforma Tributária

Debate liderado por renomados advogados irá esclarecer questões sobre o cenário tributário brasileiro. No dia 24 de abril, quarta-feira, às 10h, a Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (ABIMDE) promoverá o terceiro encontro do Ciclo...

Investimentos em defesa irão gerar 130 mil empregos até 2030, diz ministro em audiência pública na Câmara dos Deputados

Nesta quarta-feira (17), o Ministro da Defesa, José Mucio Monteiro, participou de audiência pública na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), a convite da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (Credn). A participação atendeu a pedido dos Deputados...

Ministério da Defesa e Forças Armadas defendem previsibilidade orçamentária na Câmara dos Deputados

Comandante da Marinha alerta para a desativação de 40% dos meios navais até 2028 Convidados pela Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados (CREDN), o Ministro da Defesa e os Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica...

Comandante do Exército na França e Polônia

Na última semana, o Comandante do Exército esteve em visita à Europa, onde se reuniu com autoridades do ao Exército Francês e do Exército da Polônia, em uma série de atividades para aumentar a cooperação e interoperabilidade entre as forças armadas das nações amigas....

Comandante apresenta desafios e realizações do Exército em Comissão de Defesa Nacional da Câmara

O Comandante do Exército Brasileiro, General Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva, apresentou os desafios e realizações do Exército em audiência pública da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara dos Deputados. A reunião também contou com a participação...

Ministro da Defesa pede ajuda e propõe novas relações com a CREDN

Em reunião que durou mais de cinco horas, José Mucio Monteiro pediu ajuda aos membros da CREDN para que as Forças Armadas não paralisem seus projetos estratégicos. Ele também cobrou previsibilidade orçamentária. O ministro da Defesa, José Mucio Monteiro, pediu ajuda...

O Almirante de Esquadra Edgar Luiz Siqueira Barbosa destacou os “Projetos Estratégicos da Marinha e Oportunidades para a Base Industrial de Defesa”

No último dia 06 de fevereiro, a Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (ABIMDE) realizou a segunda reunião plenária de 2024. Mais uma vez a programação privilegiou o formato on-line, com participação de associadas e convidados e contou com apresentação da Marinha do Brasil.

Na abertura, o presidente do Conselho Diretor da ABIMDE, Dr. Roberto Gallo, agradeceu a presença de todos destacando a parceria da Base Industrial de Defesa e Segurança com as Forças Armadas e enaltecendo as boas relações com a Força Naval.

A apresentação teve início com o Diretor-Geral do Material da Marinha (DGPM), Almirante de Esquadra Edgar Luiz Siqueira Barbosa, com a palestra “Projetos Estratégicos da Marinha – Oportunidades para a Base Industrial de Defesa”.

 

Interface gráfica do usuário, Aplicativo

Descrição gerada automaticamente

O Almirante Edgar, que assumiu a função em novembro passado, destacou a importância desta aproximação com a Base Industrial de Defesa. Em seguida, disse que a DGPM é uma organização militar com 55 anos de vida e citou os temas de sua palestra: construção, manutenção, programas de projetos de interesse da BID, e o cluster tecnológico naval.

Construção

Ele explicou que o principal programa de obtenção de meios de superfície da Marinha atualmente é o Fragatas Classe Tamandaré, que desde o ano passado passou a integrar o programa de aceleração do crescimento (PAC) do governo federal. A Fragata Classe Tamandaré (PAC) é formada uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) Águas Azuis, formada pelas empresas Embraer, Atech e Thyssen Krupp.

O Almirante exemplificou o cronograma para a construção de quatro fragatas: o primeiro navio é a Fragata Tamandaré, que em março passado teve o batimento de quilha. As outras três embarcações previstas são: Jerônimo de Albuquerque, Cunha Moreira e Mariz e Barros. A segunda fragata começou a ser construída em novembro, com o corte da primeira chapa.

Segundo o Almirante Edgar, o programa de construção de fragatas traz uma oportunidade de negócios para a BID, já que terá de ser definido um modelo de gestão de manutenção que, certamente, terá algum tipo de terceirização que poderá envolver empresas associadas da ABIMDE.

Outro projeto citado foi a construção do Navio Polar (NPo) “Almirante Saldanha”, que recentemente teve a cerimônia de batimento de quilha da embarcação, no Estaleiro Jurong Aracruz, no Espírito Santo. O NPo culminará com a construção, pela primeira vez no Brasil, de um navio polar inteiramente construído no país, com capacidade de operar nas águas geladas da região Antártica.

O oficial-general citou também o Programa de Obtenção de Navios-Patrulha (PRONAPA), que no ano passado foi incluído no programa de aceleração do crescimento. O PRONAPA prevê 11 navios do modelo NPa 500-BR de 500 toneladas, que serão construídos no Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (AMRJ).

“Temos a intenção de construir novos navios com programa e projeto brasileiros, intermediados pela ENGEPRON e sendo projetados pelo Centro de Projetos de Sistemas Navais (CPSN). Mais uma vez, muitos aspectos da construção do navio têm tido a necessidade de buscar empresas terceirizadas para a parte estrutural, elétrica e de diversos outros segmentos”, ponderou.

 

 

Marcando a retomada da construção naval pelo Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (AMRJ), o Almirante falou sobre a entrega do Navio-Patrulha (NPa) “Maracanã”, construído com a missão de contribuir para a segurança do tráfego marítimo e para a defesa dos interesses estratégicos brasileiros na  Amazônia Azul.

Outro marco importante abordado foi o acordo, assinado entre a Marinha do Brasil e o Exército Brasileiro, para a fabricação de Lanchas de Operações Ribeirinhas batizadas de “Excalibur”. Serão construídos quatro exemplares de amostra da Embarcação Blindada pelo Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro. “Parte desta mão de obra para construir estas lanchas será terceirizada pelo Arsenal de Marinha”, incentivou.

Gestão de manutenção

O Diretor-Geral do DGPM explicou que a Marinha está se reestruturando sobre o modo de desenvolver, de forma assertiva, a gestão de manutenção, principalmente dos seus meios navais e aeronavais, sendo necessária uma reestruturação no setor do material.

“Isso tem trazido resultados na melhora da eficácia na manutenção, temos tido a participação do Estado-Maior da Armada na centralização das necessidades de manutenção do setor operativo e do setor de navegação, com a execução do setor do material,” revelou.

Em sua apresentação, ele falou sobre os empreendimentos iniciados pela Marinha, como a Câmara de Nacionalização, iniciativa da EMGEPRON lançada durante a LAAD 2023, que irá proporcionar um ambiente específico para aproximar as indústrias de defesa e do setor naval das demandas dos Programas Estratégicos da Marinha do Brasil.

“O propósito é o estabelecimento de um fórum de colaboração para fortalecer o desenvolvimento das empresas locais nos programas. A ideia de instituir essa câmera foi facilitar esse intercâmbio entre as associadas da ABIMDE. E nós temos essa possibilidade de aumentarmos cada vez mais a capacidade de termos sobressalentes e conseguirmos fazer reparos com a própria indústria de nossa base industrial brasileira”.

Outros programas

Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul (SisGAAz) 

O Almirante também destacou o projeto de obtenção da primeira Unidade de Vigilância (UV) do SisGAAz (Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul). A SIATT, empresa especializada na integração de sistemas de alto teor tecnológico, em parceria com a BEN (Bureau de Engenharia & Negócios), constituiu o Consórcio Miramar, vencedor da concorrência para o projeto.

A empresa será responsável por toda a implementação da UV, incluindo instalação, integração dos sensores e comunicação de dados. A unidade será construída nas proximidades do Farol de Castelhanos, na Ilha Grande, no Rio de Janeiro.

“Temos como desafio dar prosseguimento da instalação de outras unidades de vigilância no Brasil, principalmente onde temos maior tráfego marítimo. Outro ponto de atenção será a integração de comando e controle dessas informações que vamos receber”.

O Míssil Antinavio Nacional de Superfície (MANSUP) também foi tema da apresentação. Em junho passado, a Diretoria de Sistemas de Armas (DSAM), e o Grupo EDGE, conglomerado da área de defesa dos Emirados Árabes Unidos, assinaram uma parceria de cooperação para o desenvolvimento de um modelo de negócio sustentável de uma família de mísseis antinavio. Serão realizados dois lançamentos do MANSUP em 2024, considerados importantes para continuidade da validação do sistema de propulsão.

O “Fênix”, outro projeto exemplificado pelo Almirante, nasceu da necessidade de atualizar o SICONTA MK II, um Sistema de Gerenciamento de Combate que possibilita a integração dos sensores e dos armamentos das Fragatas Classe “Niterói” (FCN) e faz a compilação do cenário tático, proporcionando uma tomada de decisão de ataque e/ou defesa mais precisa e assertiva.

O próximo projeto anunciado se refere a sistemas de aeronaves remotamente pilotadas (SARP). A Marinha fez a aquisição do SARP ScanEagle, empregado em seus navios e, no ano passado, foi realizado o comissionamento desse equipamento no Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc). Futuramente será feita a instalação do SARP no navio aeródromo multipropósito Atlântico.

“Nós também celebramos um contrato de suporte Logístico para apoiar os reparos e substituição de novos itens para o ScanEagle, que é o primeiro SARP que temos embarcado na Marinha”, explicou.

O Almirante Edgar mencionou ainda o projeto THX, de fornecimento de aeronaves H125 em substituição as aeronaves Garça, que são empregadas para a formação de pilotos da Marinha, em São Pedro da Aldeia, e o de modernização dos sistemas das estações radiogoniométricas da Marinha. Essas estações têm como objetivo principal a localização de sinais de rádio, especialmente os emitidos por embarcações, aeronaves ou outras fontes, para fornecer informações importantes para as operações navais.

Os terminais móveis navais satelitais foram outro destaque da apresentação. Conceitualmente, são dispositivos de comunicação utilizados em embarcações, navios ou plataformas marítimas para estabelecer conexões de comunicação via satélite. Esses terminais são projetados para fornecer conectividade em regiões onde as redes terrestres tradicionais podem ser limitadas ou indisponíveis.