M
Logo Portal da BIDS

© 2021 CityPubli

Logo Portal da BIDS
Logo Portal da BIDS

NOTÍCIAS

ITA recebe homenagem da Assembleia Legislativa do Ceará

O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) foi homenageado em reconhecimento à sua importância dentro do processo educacional do Estado do Ceará. O evento aconteceu no último dia 14, em solenidade virtual organizada pelo Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o...

Pilotos de embarcações fluviais recebem adestramento no PA

Em 14 de janeiro de 2021, o 2º Batalhão de Infantaria de Selva (2º BIS) realizou, na baía do Guajará, em Belém (PA), o adestramento de seus pilotos de embarcações, utilizando seus Materiais de Emprego Militar, a Embarcação Tática Guardian 25 e a Embarcação Patrulha de...

Forças Armadas concluem, com 24h de antecedência, distribuição da vacina

As Forças Armadas concluíram, nesta terça-feira (19), com um dia de antecedência em relação planejamento inicial, a distribuição da vacina contra o novo coronavírus. As ações da Marinha, do Exército e, em especial, da Força Aérea garantiram rápida resposta e pronto...

Navio-Patrulha “Guaíba” realiza “Passex” com navio da Guarda-Costeira dos EUA

O Navio-Patrulha (NPa) “Guaíba”, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste, realizou, no dia 14 de janeiro, a Comissão “Passex” com o USCG “Stone”, da Guarda-Costeira dos Estados Unidos, na área de jurisdição do Comando do 3º Distrito Naval...

Projeto de detecção rápida e de baixo custo do Covid-19 ganha prêmio de inovação

O projeto "CoronaYeast: um modelo de diagnóstico barato e sensível para o SARS-CoV-2 baseado em levedura", apoiado pela Finep/MCTI e FAPESP, e desenvolvido pelo Laboratório de Genômica e Bioenergia (LGE) da Unicamp, em parceria com a empresa-filha da Universidade...

AEL Sistemas realiza demonstração de interoperabilidade de sistemas de comando

Em Dezembro, as Forças Armadas Brasileiras e o Ministério da Defesa realizaram demonstração de integração entre os três projetos do Programa de Interoperabilidade Técnica de Comando e Controle (INTERC2) do Ministério da Defesa (MD): o Projeto RDS-Defesa (Rádio...

Avionics desenvolve sistema de visão para jato supersônico civil

O sistema de visão aprimorado (EFVS, na sigla em inglês) ClearVision, da Universal Avionics, foi escolhido pela Aerion Supersonic para equipar o AS2, jato supersônico de uso civil que vem sendo desenvolvido pela companhia. As informações são da revista Aero Magazine....

DECEA aprova documento do Gerenciamento de Riscos do Projeto LANDELL

Os trabalhos do Projeto LANDELL seguem à diante. Na tarde dia 06 de janeiro, o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) aprovou o Documento de Gerenciamento de Risco à Segurança Operacional (DGRSO) para a implementação da CPDLC Continental. Nesta mesma data...

Navio-Patrulha Oceânico “Araguari” realiza ações de presença nos Arquipélagos de Fernando de Noronha e de São Pedro e São Paulo

O Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) “Araguari”, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste, realizou, de 4 a 9 de janeiro, ações de presença nos Arquipélagos de Fernando de Noronha e de São Pedro e São Paulo. Durante a comissão, uma comitiva do...

Lançamento do satélite Amazonia 1 será dia 28 de fevereiro

O lançamento do satélite Amazonia 1 acontecerá no dia 28 de fevereiro. De acordo com o Inpe, a data prevista era 22 de fevereiro, mas foi alterada por solicitação do provedor do lançamento. O primeiro estágio do lançador já se encontra montado no local de lançamento...

O vice-presidente Hamilton Mourão e o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, estiveram nesta segunda-feira (30), com outras autoridades do governo federal visitando o Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (Inpe), unidade de pesquisa do MCTI com sede em São José dos Campos (SP). Na ocasião o general Mourão conheceu o Satélite Amazonia 1 com lançamento ao espaço previsto para o primeiro trimestre de 2021 e que será mais uma importante ferramenta para ajudar o governo no combate ao desmatamento na Amazônia.

O satélite terá a missão de fornecer dados (imagens) de sensoriamento remoto para observar e monitorar o desmatamento, especialmente na região amazônica. Com seis quilômetros de cabos e 14 mil conexões, o Amazônia 1 será o terceiro satélite brasileiro de sensoriamento remoto junto ao CBERS-4 e ao CBERS-4A.

“O satélite Amazonia 1 muito nos orgulha por ter sido desenvolvido e produzido no país. Demonstra a capacidade da indústria e tecnologia nacional”, elogiou o diretor do Inpe, Clézio de Nardin.

A comitiva liderada pelo vice-presidente visitou os laboratórios do Inpe onde o satélite passou por inúmeros testes necessários antes do lançamento que será realizado na Índia. Mourão conheceu outros projetos do Instituto e destacou que o governo precisa buscar parcerias com a iniciativa privada para melhorar ainda mais a infraestrutura e as pesquisas do Inpe.

Prodes

Durante a visita também foram apresentados os dados preliminares do Projeto de Monitoramento da Floresta Amazônica Brasileira por Satélite (Prodes). O projeto realiza o monitoramento por satélites do desmatamento na Amazônia Legal. Identificação e mapeamento das áreas desmatadas na Amazônia Legal Brasileira. Os dados foram apresentados pelo coordenador do Programa Amazônia do Inpe, Cláudio Almeida. Havia uma estimativa de aumento de 20% do desmatamento na região se comparado ao ano anterior. Porém, o valor ficou em 9,5%. O valor final consolidado tem a previsão de ser divulgada entre maio e junho de 2021. “Pode haver uma pequena variação de uns 4%, mas temos uma confiança acima de 95% nos números que estão sendo apresentados hoje”, adiantou Almeida.

O ministro Marcos Pontes aproveitou para destacar o trabalho realizado pelos pesquisadores do INPE. “Tenho orgulho do trabalho desenvolvido anualmente pelo INPE com uma equipe muito qualificada. Os dados são auditados e por traz deles existe um trabalho muito intenso. É importante ressaltar que com relação aos anos anteriores já vemos uma redução da tendência de subida o que é muito importante”, avaliou.

Para Mourão o resultado provisório do Prodes demonstra que o governo deve manter os trabalhos na busca constante para a redução dos índices de desmatamento. “Não estamos aqui para comemorar nada disso porque isso não se comemora. Mas isso significa que os esforços que estão sendo empreendidos começam a render frutos”, analisou.

Mourão que é também o titular do Conselho Nacional da Amazônia Legal ressaltou que o governo tem o conhecimento que desmatamentos ocorrem basicamente em quatro estados. No Pará, no norte do Mato Grosso, no sul do Amazonas e em Rondônia. “Só no Pará temos 47% da área total de desmatamento. Graças ao trabalho feito pelo Inpe temos a noção perfeita de onde nós devemos priorizar nossas ações para impedir que as ilegalidades ocorram”, afirmou.

Mourão também divulgou ter conhecimento que 45% do desmatamento ocorre em áreas de propriedades devidamente consolidadas e 30% em áreas públicas, terras que não são unidades de conservação, nem terras indígenas nem foram vendidas para particulares. “Isso configura a mais flagrante de todas as ilegalidades e é tarefa nossa de combater isso com todos os meios que temos a nosso dispor”, garantiu.

O vice-presidente explicou que o objetivo do governo é que o desmatamento seja apenas o previsto em lei no qual o proprietário tem o direito de desmatar até 20% da área total de sua propriedade. “Vamos prosseguir neste trabalho, usando a ciência, a tecnologia com inovação apoiando os trabalhos das entidades responsáveis pela fiscalização ambiental federais e estaduais”, finalizou.

Amazonia 1

Segundo o INPE/MCTI, o Amazonia 1 é o primeiro desenvolvimento de satélite de Observação da Terra completamente projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil e a agenda apresentará o satélite brasileiro Amazonia 1 que será colocado em órbita terrestre, em fevereiro/2021, pelo lançador PSLV da ISRO a partir do Centro de Lançamento Sriharikota, na Índia. Esta é a última oportunidade de exposição do satélite Amazonia 1 em solo brasileiro.

Translate»